Intercâmbio

6 de Dezembro de 2021

9 dicas de intercâmbio cultural para fazer agora mesmo

Já pensou em se aventurar e morar fora do Brasil para praticar o seu inglês ou aprender alguma outra língua e, de quebra, viver uma imersão cultural em outro país? Neste artigo, indicamos os 9 melhores tipos de intercâmbio para você realizar o sonho de aprender inglês viajando. Confira!

Hoje vamos falar um pouco sobre intercâmbio cultural (IC): o que é, como funciona e os vários tipos de intercâmbio que existem e que você já pode começar a planejar para dar aquele up no seu inglês.

Viajar é expandir as fronteiras em todos os sentidos! Quem viaja nunca esquece dos lugares por onde passou, das paisagens que contemplou e das amizades que fez. Já pensou que legal seria fazer amigos de todos os cantos do mundo?

São vários os lugares que você pode escolher como destino para a sua viagem. Tudo depende do seu orçamento e dos seus objetivos. Para ajudar você nessa jornada, preparamos um guia para que você esteja preparado para mais essa aventura.

Temos certeza de que você vai se motivar e encontrar um tipo de intercâmbio que vai fazer a sua cabeça!
 

O que é um intercâmbio cultural (IC), afinal?


É uma viagem para o exterior com o objetivo de estudar ou trabalhar para conhecer a cultura local, tradições, tecnologias, aprender o idioma e desenvolver relações e troca de conhecimentos com pessoas de outros países.

Inicialmente, o intercâmbio cultural era uma “troca” de dois alunos do Ensino Médio. Cada aluno cursava um semestre ou um ano letivo no país do outro. É como se os alunos trocassem de lugar, de escola, de casa, de família e de país pelo período de seis meses ou um ano. Legal, né?

Com o passar dos anos, essa prática se tornou bastante popular e ganhou novas formas, sendo que hoje em dia não existe mais essa obrigatoriedade de “troca” entre intercambistas.

O Intercâmbio Cultural é uma ótima oportunidade para todos aqueles que querem viajar, conhecer uma cultura diferente e ainda aprender e praticar o seu inglês em outro país!

Ele abre várias portas no meio profissional também, pois pessoas fluentes em inglês são mais requisitadas no mercado de trabalho e costumam conseguir emprego mais rápido. 

Quer ingressar nessa aventura então? Vamos começar planejando seu itinerário e escolhendo o tipo de intercâmbio mais adequado para você. 

Leve em consideração seus objetivos, perfil pessoal e profissional, disponibilidade financeira e tempo.

Vamos dar uma olhada em alguns tipos de Intercâmbio Cultural e descobrir qual o tipo ideal para seu perfil!
 

9 tipos de intercâmbio cultural para fazer

 

1. High School


Como já mencionamos antes, esse tipo de intercâmbio acontece quando um aluno vai para um país de língua inglesa e fica lá por 6 meses ou um ano fazendo o Ensino Médio. 

Durante esse tempo, os viajantes ficam em uma casa de família, que é chamada de “host family”. 

Essa opção é para jovens entre 14 e 19 anos. O mais legal dessa oportunidade é que os jovens conhecem de perto a realidade de escolas públicas em outros países, vivenciando e experienciando tudo isso no dia a dia.  
 

2. Intercâmbio para estudo do idioma


Atualmente, esse é o tipo mais comum de intercâmbio. Ele pode ter uma duração variada, conforme o objetivo e a realidade financeira de cada um. 

Nesse caso, o aluno frequenta uma escola que é especializada em ensinar a língua inglesa para estrangeiros. Você terá colegas (e algumas vezes até professores) de todos os lugares do mundo, portanto, a troca multicultural é muito rica e o aprendizado é bastante profundo e significativo. 

O foco desse programa são jovens universitários e/ou pessoas que queiram melhorar seu inglês e ingressar mais rápido no mercado de trabalho.   
 

3. Estudo e trabalho


Nesse tipo de intercâmbio, o intercambista recebe um visto de estudante com autorização para trabalhar. Mas, cuidado! Esse visto é temporário e são exigidos diversos documentos para que ele seja fornecido. 

Não pense em permanecer mais tempo no país, pois isso pode trazer grandes dores de cabeça. Por ser um pouco mais complexo, somente três países aceitam esse tipo de intercâmbio, são eles: Austrália, Irlanda e Nova Zelândia.
 

4. Programa de Au Pair


Já pensou em morar na casa dos seus futuros chefes, estar imerso na cultura de outro país e tendo a chance de cuidar de bebês, crianças e adolescentes e ainda receber por isso? Se você leva jeito com os pequenos, essa pode ser a oportunidade ideal!

O programa de Au Pair é mais comum entre mulheres de 18 a 32 anos e funciona da seguinte forma: a viajante trabalha de babá de crianças e adolescentes e se ocupa com alguns outros afazeres domésticos e, em troca, recebe moradia, alimentação, salário, tempo para estudar, uma folga semanal e férias anuais.

Homens também são aceitos nesse programa, viu? Geralmente, quem faz esse intermédio é uma agência de intercâmbio especializada nesse tipo de viagem. As mais conhecidas no Brasil são:

  • Cultural Care Au Pair
  • Au Pair Care e EurAupair
  • Au Pair Care
  • Au Pair in America

São vários os países que aceitam intercambistas para trabalhar como babás e cada um deles oferece vantagens e desvantagens que valem a pena ser estudadas.

Geralmente, há uma idade limite para fazer esse tipo de intercâmbio, então fique ligado!

O ideal para esse programa é que o viajante já tenha algum domínio do inglês, mas, além de trabalhar, você também precisa estudar o idioma em uma escola autorizada e a família precisa dar esse tempo a você.
 

5. Trabalho voluntário


Esse programa se tornou bastante popular nos últimos anos. Ele funciona da seguinte forma: o intercambista tem como responsabilidade estudar o idioma do país e ajudar instituições filantrópicas. 

Alguns exemplos de trabalho desenvolvidos por esses viajantes são: 

  • Auxílio a crianças carentes e idosos
  • Construção de moradias populares
  • Preservação ambiental
  • Auxílio em campos de refúgio
  • E muito mais!

Você pode entrar em contato diretamente com as ONGs que organizam esse tipo de atividade ou buscar agências e plataformas intermediárias, como a Worldpackers. 
 

6. Intercâmbio para terceira idade


Esse programa é voltado para um público com mais de 50 anos. Nele, os intercambistas frequentam escolas de idiomas e estudam em turmas frequentadas por viajantes com a mesma idade. São ofertadas viagens a esses alunos para que eles possam explorar e conhecer a cultura local.   
 

7. Curso de inglês para negócios


Esse programa é voltado para aqueles que querem seguir carreira corporativa e têm objetivos profissionais com o intercâmbio. Ele costuma durar 8 meses e o foco desse curso é a linguagem utilizada em ambientes profissionais. 

Já pensou em aprender até mesmo o vocabulário técnico da sua área em inglês? E que tal saber como se portar e o que responder em uma entrevista de emprego em outra língua? A boa notícia é que você já pode sair do Brasil preparado!

Na TopWay, você aprende inglês em 18 meses e sai preparado para situações desafiadoras como entrevistas de emprego e testes de proficiência!
 

8. College


Esse intercâmbio tem como foco pessoas que queiram conseguir emprego no país de destino.

O “College” se equivale a algumas faculdades e cursos técnicos do Brasil, portanto, tem menor duração e permite que o viajante trabalhe meio período e estude pelo resto do tempo.  
 

9. Universidade


Caso você tenha interesse em cursar sua graduação no exterior, você tem duas opções:

  1. cursar toda a graduação em uma universidade em outro país; ou
  2. cursar um semestre em uma instituição parceira da sua faculdade no Brasil.


Porém, duas coisas precisam ser levadas em consideração aqui: a primeira coisa é que é necessário escolher e buscar instituições parceiras que tenham convênio com as universidades brasileiras.

A segunda é que, normalmente, uma graduação exige muito do viajante, deixando pouco tempo para que ele consiga trabalhar. Portanto, se você não tem como se manter no exterior sem trabalhar por muito tempo, talvez essa não seja a melhor opção para você. 

Caso você escolha cursar uma graduação em outro canto do globo, esteja ciente que a maioria das universidades são privadas, e você teria que arcar com os custos pela educação além do aluguel e alimentação.

Mas, se você já está guardando um dinheirinho para realizar esse sonho, saiba que alguns países, como é o caso de Portugal, aceitam estudantes brasileiros através da nota do Exame Nacional do Ensino Médio - o ENEM.

É isso mesmo! Você consegue ingressar em uma universidade portuguesa com a sua nota do ENEM. Demais, não é mesmo?

E, para finalizar, é importante saber que, para que você possa ingressar nessa aventura de forma segura, é essencial procurar por uma agência de intercâmbio confiável. 

Faça bastante pesquisa e pergunte às pessoas que já fizeram intercâmbio sobre indicações de agências. Afinal, são essas empresas que vão mediar o contato entre o intercambista e a escola, ajudar com o visto, providenciar hospedagem, entre outros detalhes que uma viagem dessa natureza envolve. 

E aí, ficou com vontade de meter o pé na estrada (ou no avião) e sair para conhecer esse mundão afora? Bora lá! Espero que tenhamos ajudado um pouquinho ;)

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias similares para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso dessa tecnologia. Para saber mais acesse aqui