Cultura

01 de Novembro de 2017

Quais as principais diferenças entre o inglês falado nos EUA, na Inglaterra e na Austrália?

Entenda as principais diferenças entre a língua falada nesses países e melhore ainda mais sua percepção para identificar as distinções

Quando assistimos a uma série no Netflix, por exemplo, é possível observar que o inglês falado por alguns personagens pode ser diferente em relação ao de outros. Em programas como reality shows de música, essa situação também é bem comum. Você já parou para pensar por que isso acontece?


Para quem está acostumado a assistir filmes e seriados para estudar inglês, essas marcas na língua falada podem gerar uma confusão. A questão é que a diferença está no fato de que atores e atrizes e cantores e cantoras australianos, britânicos e americanos se misturam na mídia que chega para nós aqui no Brasil.


Por isso, é importante que você consiga identificar com alguma facilidade essas distinções, e, para melhorar ainda mais a sua percepção, escrevemos este artigo. Aqui, você vai entender as principais diferenças entre o inglês falado nos EUA, na Inglaterra e na Austrália. Confira!

 


Por que o inglês falado tem tantas diferenças?


O inglês britânico, em relação aos outros dois, seria como a mãe, que nasceu, cresceu e se estabilizou. Então, com a colonização inglesa, surgiram os filhos, ou seja, as versões australiana e americana, que, se formos pensar geograficamente, ficaram bem distantes da sua progenitora. Assim, começaram a ter uma certa liberdade e acabaram criando suas próprias formas de ser.


Linguisticamente falando, é possível verificar que a história de um povo reflete muito na língua. Assim, por mais que existam gramáticas e dicionários que tornam a escrita global, quando o assunto é a fala, não tem jeito: as mudanças são constantes e as variações, reais.


A cultura é algo que muda e, por isso, dizemos que a língua é viva, pois ela muda com o tempo e se adapta ao período histórico e às condições sociais de cada lugar. Esse é um fator que influencia diretamente na maneira de pronunciar e, até mesmo, escrever as palavras. Além disso, gírias e expressões também são criadas dentro desse contexto, e tudo isso justifica as diferenças entre os modos de falar inglês em locais diversos.

 


Que expressões são mais comuns em cada país?


Pensando nas particularidades de cada localidade, as gírias e expressões podem variar quando o assunto é o inglês falado nos EUA, na Austrália e Inglaterra. A seguir, veja uma lista de expressões bem comuns em cada um deles (inclusive, há algumas que são iguais entre dois países, mas diferentes em um):

EUA
Cookie (biscoito)
Parking lot (estacionamento)
Sidewalk (calçada)
Garbage bin (lixeira)
Soccer (futebol)

Austrália
Bickie (biscoito)
Car Park (estacionamento)
Footpath (calçada)
Trash can (lixeira)
Football (Futebol)

Inglaterra
Biscuit (biscoito)
Car Park (estacionamento)
Pavement (calçada)
Rubbish bin (lixeira)
Football (Futebol)

 

Quanto à pronúncia, as marcas também são bem fortes em algumas letras e até mesmo na maneira como a boca se mexe na hora de falar algumas palavras.

 


Como identificar o país pelo sotaque de alguém?


O sotaque é a primeira marca que você terá para identificar se uma pessoa é britânica, americana, ou australiana. É como aqui no Brasil, onde não se fala de maneira idêntica aos portugueses e cada estado apresenta suas variações.


Pensando assim, sempre que você ver uma atriz australiana, perceba sua fala macia, quase como um “mineirez”, sem pronunciar as palavras inteiras. Isso é um traço bem diferente do inglês dos britânicos, que fazem questão de marcar algumas consoantes. E também dos americanos, que, por sua vez, prezam por sons mais abertos.


Então, o som de palavra, como por exemplo “better”, ficaria assim:

  • Inglaterra: o "t" tem o som de "t" como em teto. Porém, o segundo "e" tem som de "á” e a letra “r” não é pronunciada;
  • EUA: os "tt" tem som de "d" como em "dono";
  • Austrália: nem todas as letras são pronunciadas, ficaria algo como "béra".

 Entender diferenças como essas, de uma forma geral, vai te ajudar muito a aumentar os conhecimentos de língua inglesa. E uma coisa é fato: suas séries nunca mais serão as mesmas. Agora, sempre que você for assistir a algo novo, busque levantar dados para identificar a origem dos personagens. Assim, você vai aprender muito mais e ainda se divertir!


Gostou deste conteúdo sobre as diferenças do inglês falado e quer saber mais sobre como treinar o idioma? Assine nossa newsletter e receba sempre uma novidade!