Aprender Inglês

04 de Janeiro de 2021

Qual a melhor metodologia para aprender inglês?

Descubra qual a melhor metodologia para aprender inglês

Ao escolher fazer um curso para aprender inglês, você deve se questionar em algum momento: Qual será o melhor método/a melhor metodologia para aprender inglês? Pensando nisso, hoje preparamos um conteúdo especial sobre o assunto.

Então, se você também tiver essa dúvida, continue com a gente para descobrir a resposta!

Primeiramente, podemos começar dizendo que quando se trata de metodologia para aprender inglês, o assunto pode ser complexo. Uma metodologia de ensino é tudo aquilo que envolve teoria e prática para que algo seja ensinado e aprendido por alguém.

Sendo assim, os métodos de ensino de língua variam entre aqueles que priorizam construções gramaticais, os que focam em preparatórios  para testes específicos, aqueles que se propõe a desenvolver a competência  comunicativa do aprendiz,  ou ainda  os  que misturam diversos aspectos e abordagens.

Essas diferentes abordagens no ensino serão determinantes para o seu aprendizado e desenvolvimento no idioma, tendo em vista que elas guiarão todo o seu processo de aquisição da língua e influenciarão, inclusive, no tempo que você precisará investir para aprender o idioma. 

É por isso que, na verdade, a resposta para a pergunta “qual a melhor metodologia de ensino de inglês?” -  irá depender, exclusivamente, dos seus objetivos e necessidades em relação ao idioma.  

Com isso, ao optar por aprender inglês através de um curso formal, é importante analisar os métodos disponíveis para a modalidade que você pretende escolher (online ou presencial) e buscar o máximo de informações sobre cada um.

Ao fazer essa análise, você precisa levar em consideração não apenas a abordagem utilizada pela escola, mas também o investimento em relação ao tempo e também financeiramente falando.

Bom, agora que você leu um pouquinho sobre metodologia e como analisá-la antes de fazer sua escolha, vamos ver um pouco sobre as principais abordagens e métodos mais usados quando se trata de ensino da língua inglesa:

1) Tradicional

Podemos dizer que o ensino de inglês tradicional é aquele que utiliza um método mais conservador, geralmente ligado à tradução, priorizando o ensino da gramática e seus conceitos, com exercícios repetitivos visando memorização das estruturas da língua.. Geralmente, cursos que utilizam esse método exigem bastante tempo de investimento, pois são de longa duração.

2) Oral

As escolas que utilizam um método oral ou “audiolingual” costumam ter uma abordagem focada na fala e na escuta, sem dar tanta importância ou atenção para as habilidades de escrita e leitura. Além disso, dependendo do caso, não há nenhum tipo de contato com os conceitos linguísticos, nem explicação de gramática, apenas repetição de construções corretas e uso da fala.

3) Imersivo 

Utilizado na TopWay English School, o método Imersivo tem como principal objetivo desenvolver as habilidades comunicativas dos alunos através de uma simulação de vivência no exterior ou em um meio onde somente o inglês é usado para estabelecer comunicação. 

Dessa forma, os alunos são expostos ao idioma 100% do tempo em que estão na escola, sendo estimulados a pensar e se expressar sem se apoiar no Português para isso.

Mesmo assim, a abordagem adotada na TopWay não deixa de lado a gramática do idioma. Na verdade, enquanto aprende a se comunicar, o aluno também aprende regras e construções gramaticais de maneira simultânea, natural e contextualizada.

Com esse método de ensino, o processo de aquisição da língua inglesa  se dá de maneira  rápida e por completo, tendo em vista que todas as habilidades comunicativas (fala, escuta, escrita e leitura) são desenvolvidas ao mesmo tempo em que são adquiridos conhecimentos gramaticais e estruturais.  Em resumo, podemos dizer que através do método imersivo, o aluno aprende, na prática, a falar, falando. 

4) Comunicativo 

O método Comunicativo, como o próprio nome indica, prioriza a comunicação. Para isso, o curso e as aulas são desenvolvidos a partir de situações cotidianas contextualizadas e de interesse dos alunos. O que o aluno vê em sala será usado lá fora, e a vivência dele, junto com seu conhecimento de mundo, também são explorados a cada aula - na troca de experiências que o próprio método prevê. Assim, o aluno aprende porque tudo contém em si um significado maior do que simplesmente aprender a língua pela língua. Ele traz para a vida o conhecimento adquirido e compartilhado no curso.

“Ok, mas qual método é melhor?”

Como mencionamos no início do texto, a resposta para essa pergunta depende apenas de você e dos seus objetivos. Assim que você tiver seus objetivos e suas vontades, com relação ao idioma, bem definidos, e conhecer as opções de abordagens de ensino da língua disponíveis, será possível escolher a melhor metodologia para você.

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias similares para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso dessa tecnologia. Para saber mais acesse aqui