Dicas

20 de Março de 2019

Aprenda a escrever um e-mail profissional em apenas 3 passos

Uma boa comunicação virtual pode alavancar sua carreira, saiba como aproveitá-la

O uso do e-mail no ambiente profissional é a maneira formal mais eficaz de se comunicar corporativamente com colegas, superiores, fornecedores ou clientes.

Assim, estabelecer um diálogo assertivo com o receptor poderá  ser um diferencial na sua carreira e te ajudar em momentos importantes como um processo seletivo de vaga de emprego, o fechamento de um negócio ou uma promoção no trabalho.

Pensando nisso, nós vamos te dar a little help com 3 passos simples e incríveis para que você já possa começar agora a escrever melhor seus e-mails profissionais

(você sabia? e-mail é uma abreviação do termo em inglês eletronic mail que em português quer dizer correio eletrônico):

1- Linguagem: formalidade ou informalidade?

Nem 8 e nem 80 :) 
    
Há alguns anos a necessidade de redigir e-mails no padrão culto da língua vem perdendo espaço para uma comunicação mais leve e arrojada. 

Mas não se engane, sempre leve em conta a pessoa que receberá seu e-mail e o nível de proximidade e intimidade que você tem com ela.

Mesmo em e-mails para colegas próximos, dependendo da seriedade do assunto, prefira uma conversa direta e polida. Porém, tente não transparecer rispidez  a fim de não ser mal interpretado por quem estiver do outro lado. 

Evite o uso de jargões, emojis ou a repetição de pontuações ou letras desnecessárias (Ex: oiiii!!!!! :D).

Ou seja, opte por palavras de fácil compreensão para que sua mensagem seja recebida e entendida sem ruídos e sempre tenha em mente a pessoa que vai ler e como você espera que ela receba seu e-mail. 

2 - Assunto: objetividade e clareza    

O assunto do seu e-mail tem 60% de chances de garantir se ele será lido ou não, por isso é muito importante que você expresse naquele espaço o resumo da mensagem que quer passar. 

Mas, embora seja um resumo do seu e-mail ele não pode ser a extensão dele. Seja breve e vá direto ao ponto. O assunto do e-mail preferencialmente não deve ser uma longa frase, mas sim algo curto.

Tente localizar o receptor no tempo e espaço em que ele receberá aquela mensagem. Por exemplo, se você estiver se candidatando a uma vaga de emprego, deixe isso explícito: Vaga de Função | Currículo Vitae - Fulano de tal.

3 - Corpo do texto: seja coeso e breve

Comece seu texto com as saudações e cumprimentos. O nível de formalidade deverá seguir os critérios descritos no nosso primeiro passo: observe o objetivo do seu e-mail e seu destinatário para definir a melhor opção de linguagem.

Seguindo o exemplo do passo anterior, supondo que você se irá se candidatar a uma vaga de emprego, no início do e-mail você deverá cumprimentar a pessoa responsável pela seleção e logo após se apresentar: 

“Prezada Sra. (Srta.) Ciclana de Tal, 

Me chamo Fulano de Tal e estou entrando em contato a fim de me candidatar a vaga de função disponível em sua empresa…”

Após as apresentações, vá direto ao assunto. Em nosso exemplo, o assunto é enviar o currículo para a vaga disponível: “... Conforme solicitado, envio anexo meu currículo para avaliação...”.

Ao se encaminhar para o fim, se despeça e se mostre a disposição ou – dependendo do caso – no aguardo de resposta: 

“Sendo o que havia para o momento, fico à disposição.

Atenciosamente.

Fulano de Tal”

Se fizemos uma análise do exemplo, podemos perceber que adotamos uma abordagem mais formal e sóbria devido ao propósito do e-mail. Mas, como já falamos, a comunicação cada vez mais abre margem para a informalidade – é preciso saber dosar e filtrar.
    
Viu, só?! Escrever um e-mail pode ser um tarefa simples, mas se não tomarmos cuidado ao adotar a linguagem e estrutura corretas, pode prejudicar nossas relações de trabalho e nos fazer perder excelentes oportunidades profissionais. 
    
Fique esperto e até a próxima! Bye bye.