Business

03 de Setembro de 2018

4 diferenciais competitivos na hora da contratação

Como contar então com esses diferenciais na hora da contratação, quando o empregador avalia o candidato por meio de ferramentas como currículo, entrevistas e dinâmicas de grupo?

As dificuldades econômicas enfrentadas por países mundo afora, Brasil inclusive, têm feito empresas reduzirem a procura por funcionários. Muitas delas buscam enxugar seu quadro de pessoal. Mas, de qualquer forma, essas organizações não podem ficar sem bons profissionais, gente que tenha diferenciais competitivos para injetar energia renovadora no negócio.Pensando nisso, preparamos este artigo para mostrar 4 diferenciais competitivos que vão te ajudar a ter muita coisa boa a mostrar logo de início. Confira!

 

1. Entusiasmo para aprender

Muito se fala que vivemos atualmente na sociedade do conhecimento, em que há grande produção e difusão de informação, a maior parte circulando pela internet. Mas não basta estar conectado. Como disse o professor universitário Mario Sérgio Cortella, muito popular nas redes sociais, “há quem diga que navega na internet, mas, na verdade, naufraga”.Para não ser só mais um e naufragar, é preciso ter conhecimento de fato. Por isso, aprimore sua qualificação. Faça, por exemplo, cursos de extensão universitária e/ou especializações. Invista em idiomas, porque esse é um diferencial significativo: há muitos por aí falando inglês “mais ou menos”, mas fluência é para poucos e te coloca um passo a frente dos outros candidatos.

 

2. Currículo repleto de atitudes

Ações como projetos de iniciação científica e trabalhos voluntários são atitudes que mostram um perfil atuante. É o que empresas com visão gerencial atualizada valorizam. Isso é um “currículo de atitudes”, isto é, o envolvimento em atividades concretas, práticas, um engajamento na vida social que merece ser relatado, pois revela um perfil nada passivo.

 

3. Vontade de crescer com a empresa

Só segue adiante quem tem planos de crescimento, objetivos que vão além da mera sobrevivência, ainda que bem remunerada. Planeje sua carreira: trajetória acadêmica e profissional. Gerentes de RH e empregadores sabem que não é corriqueiro encontrar jovens que parecem saber o que querem.É claro que esses mesmos executivos sabem também que mudanças acontecem ao longo da vida, mas querer crescer — e fazer organizações crescerem — é um diferencial diante da cultura do “deixe a vida me levar”.

 

4. Flexibilidade e capacidade de se adaptar a mudanças

Flexibilidade é um atributo importante valorizado pelas organizações, já que muitos fatores impactam constantemente o mercado. Aquela velha estabilidade — empresas sempre com a mesma estratégia e pessoas com os mesmos empregos e funções — já não tem lugar. A capacidade para adaptar-se a novas exigências e o perfil aberto ao exercício de múltiplas competências são diferenciais competitivos.Falamos, no primeiro item, sobre cursos (idiomas, especializações e afins), não é? Eles também ajudam nisso: em ampliar o leque de habilidades, para que você possa se dar bem sempre que necessário. Em dinâmicas de grupo, essa capacidade às vezes é avaliada.Agora que você já conhece alguns diferenciais competitivos que deve buscar para aumentar as suas chances de contratação, que tal assinar a nossa newsletter para receber dicas que vão alavancar a sua carreira?