Cultura

29 de Agosto de 2018

Inglês como idioma universal: como ele chegou a esse patamar?

Se você tem curiosidade sobre as razões que levaram o inglês a estabelecer esse domínio linguístico mundial, este artigo é para você!

Até o fim da Primeira Guerra Mundial, o francês era a língua dominante internacionalmente. A partir dali o inglês iniciou uma expansão mundial mais intensa, que é mantida até hoje. Contudo, o conceito de idioma universal da língua inglesa tem origem na marcante colonização do Império Britânico. Basta lembrar que o Reino Unido dominou diversas regiões do mundo (Estados Unidos, África do Sul e Austrália, por exemplo) ao longo do início do século XX.  Confira agora como isso aconteceu.

Globalização e influência dos Estados Unidos
Com as bases criadas pela antiga ocupação britânica em todas as áreas do globo, o inglês passou a ser um elo intercontinental. Quando as relações (inicialmente comerciais) entre os países se estreitaram, o inglês se tornou uma língua de contato.
Até hoje, esse idioma é usado como “a terceira língua”, aquela que permite a comunicação entre duas nações que possuam línguas maternas diferentes (o holandês e o alemão, por exemplo). Após a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos começaram uma intensa influência sobre várias partes do mundo. Além de extremamente rápido e avassalador, esse processo foi amplamente amparado na disseminação da cultura norte-americana. Tudo isso explica por que o inglês é a segunda língua de mais de 500 milhões de pessoas não nativas!

Filmes populares em inglês
Essa influência dos Estados Unidos é profundamente ancorada na força e difusão da indústria cinematográfica do país. No passado, o fenômeno se resumia aos filmes. Mas há algum tempo ele também se reflete nas séries, que se transformaram em uma verdadeira febre mundial. Os filmes e séries mais assistidos no mundo utilizam o inglês. Isso faz com que essa língua esteja permanentemente presente em nossas vidas.

Facilidade de aprendizagem
Se comparado com outras línguas, como o alemão e o próprio português, o inglês é uma das línguas mais fáceis do mundo. No entanto, a qualidade da aprendizagem ainda depende de um método de ensino realmente eficaz.

Um exemplo dessa facilidade consiste nas conjugações verbais. No inglês, os verbos só têm sua conjugação flexionada na 3ª pessoa do singular. Já em outras línguas, pode haver uma série de variações — como é o caso da nossa língua portuguesa.

Relação com outras línguas
A fascinante história do inglês é recheada de eventos que envolvem diferentes nações. Por isso, trata-se de um idioma universal e de uma língua composta por fundamentos românicos e germânicos, dentre outros. 

Flexibilidade e dinamismo
Uma das características mais marcantes do inglês reside na capacidade de se mesclar às palavras de outras línguas. O elevado dinamismo e flexibilidade do inglês o levam a criar expressões que são rapidamente absorvidas e compreendidas.
Um bom exemplo é a palavra selfie, que têm um significado amplamente conhecido em praticamente qualquer parte do mundo moderno.
Todos esses aspectos explicam por que o inglês se tornou e continua sendo um idioma universal. Para dominar essa língua, você só precisa acentuar o contato com ela e, claro, estudar em uma escola de idiomas inovadora, objetiva e eficiente.
Agora que você está bem informado, aproveite para compartilhar todas essas informações com seus amigos nas redes sociais!