Saiba como funciona o Programa de Imersão em Inglês!

Por TopWay English School

Você ainda vai participar de uma – e seu inglês nunca mais será o mesmo!

Por TopWay English School

12/06/2017

CulturaTopWay English School

Durante os anos 90 especialmente, surgiram algumas empresas que propunham uma idéia bem interessante. Consistia de sair da rotina em português por um final de semana e “internar-se” em uma fazenda ou hotel onde todos falassem inglês.

A idéia era ótima, mas ainda lhe faltavam requintes pedagógicos, motivacionais e lúdicos.

No início dos anos 90, alguém teve uma idéia: Que tal se incluíssemos este programa de imersão no programa de ensino de uma escola, de modo que houvesse continuidade (follow up, tá bom!) das dinâmicas do curso no immersion program e vice-versa?

Com esta visão, foi criado no ano de 2002 o primeiro programa de imersão, adaptado a um curso de inglês de que se tem notícia e registro – em Joinville/SC.

Ao longo dos anos, vários estudos foram realizados e muitas modificações positivíssimas foram feitas, no sentido de dar mais agilidade e otimizar seu resultado.

Hoje, todos os participantes confirmam: O seu inglês nunca é mais o mesmo depois de um immersion program!



Para começar bem do começo, vamos analisar a inscrição, que é feita de forma bem simples e nada burocrática, via site ou nas dependências da própria escola. Neste momento, a pessoa participante recebe todas as informações (local, o que levar, alimentação, cuidados médicos, autorizações para menores de idade) para aproveitar ao máximo o que virá.

Os locais escolhidos para a realização (atualmente, no PR, SC e RS) são sempre fantásticos!  E ficam a distâncias não muito longas das cidades de origem. As acomodações são duplas, triplas ou quádruplas, misturando alunos de vários níveis, de modo que os mais novos não fiquem desassistidos e tenham quem lhes ajude em alguma dificuldade com o idioma. Afinal, português é proibido numa viagem para o exterior.

Uma das coisas mais valorizadas pelos participantes é que as atividades não são de “estudo do idioma”. A impressão que um observador externo pode ter é de que as pessoas estão se divertindo, rindo muito, exercitando a criatividade – e o físico – e cantando, mas cada uma das atividades é milimetricamente pensada para potencializar o uso do idioma em níveis antes inimagináveis pelos próprios alunos.

Falando sobre as atividades, ainda, este é o grande diferencial. Cada uma das imersões tem um tema, uma viagem a um país diferente, com abordagens culturais e idiomáticas daquele lugar. Por exemplo, se você participa de uma imersão com o tema “Canadá”, não vai ver apenas o "inglês canadense", suas gírias e expressões. Vai conhecer aspectos culturais, curiosidades, artes, música, comidas, várias peculiaridades daquele país. Não é demais?!



Quando perguntados quem pode participar, normalmente os entendidos do assunto dizem que qualquer pessoa a partir do nível básico já está apta a participar. O mais importante não é o quanto se sabe, mas o quanto se está disposto a aprender.

Ao final, os participantes normalmente comentam sobre uma dificuldade em voltar a falar português e níveis de adrenalina muito elevados. Afinal, ficar o fim de semana todo com pessoas de todas as idades, de bem com a vida, aperfeiçoando um idioma, gera uma sensação de bem-estar muito grande.

Há quem imagine que estes programas são caros. De fato, valem muito mesmo, porque dão a quem participa uma habilidade incrível. Mas a boa notícia é que as escolas que os organizam criaram uma fórmula que permite que os custos não fiquem proibitivos.

Não é o máximo? Elevar o seu inglês a níveis incríveis, num lugar legal, com gente legal, feliz e positiva e com investimento acessível?

Se este texto lhe deixou com vontade de participar de um programa de imersão, clique aqui para obter mais informações.

Receba nosso conteúdo em primeira mão, acompanhe nossa news!