Intercâmbio

22 de Março de 2018

Saiba como o inglês fluente no intercâmbio pode contribuir para seu sucesso!

Entenda porque ter inglês fluente no intercâmbio pode ser uma vantagem, principalmente, quando se pretende trabalhar durante esse período.

Você sabia que muitos dos programas de intercâmbio exigem um certo nível de inglês para a aprovação do candidato? As agências reconhecidas têm pacotes para todos os gostos e desejos, desde viagens curtas até aquelas mais longas. Porém, uma jornada tranquila vai depender de mais fatores do que encontrar o intercâmbio certo para você.

Neste post, vamos mostrar como ter inglês fluente no intercâmbio pode ser uma vantagem, principalmente, quando a pessoa pretende trabalhar durante esse período, seja para ajudar nos custos da estadia ou ganhar experiência profissional.

Continue a leitura e descubra as suas possibilidades de fazer um intercâmbio de sucesso!

 

Como o inglês fluente pode me ajudar no exterior?


Independentemente se você está pensando em ir para o Reino Unido, Austrália, Estados Unidos ou qualquer outro país, ainda que seu principal objetivo seja aprimorar o seu inglês com uma imersão cultural ou abrir portas para o mercado de trabalho, é importante considerar as contribuições de ter inglês fluente no intercâmbio.

Muitos intercambistas gostam de contar suas experiências em seus blogs e em vídeos do YouTube. Se você parar para ler ou assistir alguns desses diários de bordo, perceberá que, mesmo aquelas pessoas que foram sem saber nada da língua, acabam reconhecendo que as complicações e situações desagradáveis que passaram poderiam ter sido evitadas se tivessem fluência.

O nível de inglês para estudar e trabalhar em países como os Estados Unidos e a Inglaterra, geralmente, é, no mínimo, o intermediário. Por isso, deixar para aprender quando estiver lá pode ser um risco para quem pretende arrumar um emprego e ter uma ajudinha nos custos diários e nas despesas da faculdade.

 

O que faz do inglês fluente um diferencial no intercâmbio?


É certo que para conseguir um bom emprego você precisará perder o medo de falar inglês. Até mesmo aqui no Brasil, algumas entrevistas de multinacionais são feitas no idioma, então, não dá para arriscar chegar lá no exterior sem saber nada, muito menos pensar que vai conseguir um mega trabalho logo de cara.

São diversos relatos pela internet afora. Não ter fluência no inglês pode fazer você perder muitas oportunidades de trabalhos, além do mais, quando já estiver fora do Brasil, isso poderá dificultar a sua busca e conquista por empregos formais que realmente agreguem algum valor para o seu currículo.

Além dos muitos diferenciais em relação ao trabalho que você conseguirá durante o intercâmbio, o inglês fluente lhe ajudará na aproximação com as pessoas do país. São muitos brasileiros em nações que possuem o inglês como língua oficial, e você acabará se enturmando com eles, então, para fazer parte dos grupos dos nativos, você também precisa conversar da melhor maneira possível.

 

Quais os tipos de intercâmbio posso fazer?


A maioria dos países segue uma mesma linha em relação às regras para intercâmbio. Então, pensando nas suas escolhas — ficar em casa de família ou moradia estudantil, trabalhar ou estagiar, entre outras — você poderá verificar qual o intercâmbio que se encaixa melhor nas suas possibilidades, sem perder de vista os seus objetivos com a viagem. Vejamos alguns deles:

 

  • au pair: exclusivo para mulheres, entre 18 e 26 anos e com nível intermediário de conversação;
  • trabalho e estudos: inglês intermediário e disponibilidade para trabalhar finais de semana e feriados;
  • Work and travel: inglês intermediário ou avançado, matrícula no nível superior e ter entre 18 e 28 anos;
  • estágio não-remunerado: ideal para quem quer ganhar experiência na atual área de atuação e exige nível intermediário de inglês;
    trabalho voluntário: dar aula de inglês em outros países, portanto, pede-se altos níveis do idioma.

Morando em uma casa de família ou em lugares onde a maioria das pessoas falam inglês é uma ótima maneira de aumentar a sua imersão na língua. Você vivenciará os costumes, aprender a rotina deles e se adaptar com mais facilidade. Portanto, quando o inglês fluente no intercâmbio deixa de ser um problema, principalmente porque você se preparou antes de ir, as vivências também tendem a ser mais enriquecedoras.

 

Fique por dentro de mais dicas para o seu intercâmbio ser um sucesso. Não perca nenhuma novidade curtindo a nossa página no Facebook.