Dicas

03 de Maio de 2021

Que tipo de aluno de inglês você é: auditivo, visual ou cinestésico?

O mundo é formado por bilhões de pessoas e cada uma delas é única na sua forma de ser e de pensar. Isso reflete na sua forma de ver o mundo e, consequentemente, de aprender. Em uma turma de inglês, a coisa não poderia ser diferente, né?

Você já deve ter percebido que cada pessoa aprende de uma forma diferente. Cada um tem o seu jeitinho e, às vezes, isso acaba até complementando o aprendizado entre os colegas. Alguns aprendizes são minuciosos observadores, já outros aprendem ao ouvir atentamente as explicações.

Assim, cada um tem um tipo de estratégia para assimilar conteúdos. Essas estratégias são chamadas de estilos de aprendizagem e são apresentados de diferentes formas e classificações. Hoje, vamos conversar sobre o VAC (visual, auditivo e cinestésico), três estilos de aprendizagem que mais se destacam.
 

Visual, auditivo e cinestésico (VAC): o que é?


Os estilos de aprendizagem VAC formam um modelo de aprendizagem concebido por Walter Burke Barbe e, mais tarde, desenvolvido por Neil Fleming. O VAC significa Visual, Auditivo e Cinestésico. A teoria indica que é preferível aprender através de um desses canais de sentido.

De acordo com esse modelo, a maioria das pessoas possui um estilo de aprendizagem dominante ou preferido, contudo algumas pessoas se valem de forma equilibrada desses três estilos. Cabe salientar que nenhum estilo é melhor do que o outro. O que importa é saber o que funciona melhor para o aprendiz.

Assim, o modelo de aprendizagem VAC divide as pessoas em três categorias de aprendizes: os alunos visuais, que absorvem a informação pela visão; os alunos auditivos, que absorvem a informação pelo som; e os alunos de cinestésicos, que absorvem a informação se movendo.

"Mas como eu sei qual estilo eu sou?", você deve estar se perguntando. Não se preocupe, porque nós vamos detalhar cada um desses estilos agora e eles ficarão um pouco mais claros para você.
 

Estilo de aprendizagem visual


Esses alunos precisam ver a linguagem corporal e as expressões faciais do professor para compreenderem plenamente o conteúdo de uma lição. Normalmente, preferem se sentar na frente da sala de aula. Eles aprendem melhor com exibições visuais, como diagramas, vídeos, ilustrações etc.

Durante uma aula, os alunos visuais gostam de tomar notas detalhadas e destacar pontos importantes no texto para absorver a informação. Além disso, são imaginativos e podem facilmente imaginar cenários complexos, imagens ou ideias sem referência.

Alguns recursos úteis para esse estilo são o uso de cores, flashcards, fluxogramas e mapas mentais, visuais e conceituais. É importante, no entanto, evitar se sentar próximo a janelas e maneirar nas notificações no celular. Essas coisas podem te distrair, viu?
 

Estilo de aprendizagem auditivo

Esses alunos aprendem melhor através de exposições verbais, de discussões e da audição. Eles interpretam os significados subjacentes da fala através da escuta do tom de voz e da velocidade. Ainda, se beneficiam frequentemente da leitura de texto em voz alta e da utilização de um gravador, em detrimento das anotações.

Assim, os alunos auditivos absorvem a informação principalmente ouvindo ela. Eles adoram instruções verbais e são capazes de segui-las facilmente. Além disso, compreendem e processam melhor a informação falando sobre ela.

No entanto, é importante evitar estímulos auditivos quando estiver estudando, como ruído de fundo, conversas, música alta e televisão ligada. Esses são elementos que podem distrair facilmente um aprendiz auditivo.

Estilo de aprendizagem cinestésico

Esses alunos aprendem melhor através de uma abordagem prática, ao explorar de forma ativa o mundo que os rodeia. Podem ter dificuldade em ficar parados durante longos períodos e podem se distrair com a sua necessidade de se manter ativos.

Nesse estilo, é comum fazer frequentes intervalos de estudo ou mesmo estudar em pé. Há quem goste de estudar ouvindo música ou se exercitando (mesmo que seja só com uma daquelas bolinhas de apertar). Uma boa dica para um cinestésico aprender é através de desenhos e rabiscos.

De modo geral, são bons na resolução prática de problemas e têm uma ótima coordenação motora, sendo excelentes esportistas. Alguns se dedicam às artes performativas ou à dança. No entanto, sentem dificuldade com temas muito abstratos e seu maior desafio é passar horas sentado.


E então, descobriu qual o seu estilo de aprendizagem? Lembrando que todos aprendemos através dos três estilos, mas um deles é a nossa principal forma de aprendizagem. Sabendo qual o nosso estilo primário, podemos buscar atividades que priorizem esse estilo e, assim, aproveitar ao máximo o tempo de estudo.

Algumas metodologias priorizam determinados estilos de aprendizagem, já outras são mais flexíveis e se adaptam a todos os perfis. A metodologia imersiva é capaz de beneficiar qualquer aluno que queira aprender a falar inglês.

Inserir-se em um ambiente totalmente em inglês estimula a audição, por estar sempre em contato com o idioma; a visão, por utilizar os próprios recursos do ambiente; e permite maior dinamismo e interatividade, fazendo com que a aula não seja monótona.

Se você quiser otimizar mais o seu aprendizado de inglês, dá uma olhadinha nesses outros conteúdos aqui:

Como aprender inglês de forma rápida e efetiva

Conheça agora os principais métodos para aprender inglês!

Saiba como escolher o melhor curso de inglês para você

Conheça o método imersivo da TopWay

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias similares para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso dessa tecnologia. Para saber mais acesse aqui