Business

22 de Março de 2021

Qual a melhor maneira de colocar o inglês no currículo?

É hora de mostrar ao mercado de trabalho o seu conhecimento em inglês, mas não sabe exatamente como? Nós ajudamos você!

Se coloque no lugar de uma pessoa que está procurando o seu primeiro emprego. (Talvez você nem precise fazer muito esforço, porque está nessa situação.) Você entende a importância do inglês para o mercado de trabalho e, por isso, iniciou um curso há algum tempo. Agora, quer colocar a mão na massa e se tornar, finalmente, uma pessoa assalariada. Só que, para isso, você tem que fazer o seu primeiro currículo.

Você nunca fez isso antes e, apesar de os seus amigos e familiares já terem feito, as coisas parecem ter mudado muito de uns tempos para cá. Com o inglês se tornando cada vez mais importante, não há como deixá-lo de fora do currículo (algo que, em outros tempos, não era qualquer pessoa que colocava).


E, então, você se questiona: venho me preparando a vida toda para esse momento e como exatamente eu faço isso agora?

Por isso, nós vamos ajudar você a construir o seu currículo do século XXI! Não precisa necessariamente ser o seu currículo também, pode ser ou de um amigo, de um parente e até do seu filho daqui uns anos - é sempre muito bom estar preparado!

Organização das informações

Antes de tudo, precisamos salientar que cada cargo irá exigir um currículo diferente. A base para a organização das informações é saber que a pessoa que analisará o currículo provavelmente não possui muito tempo. Por isso, as informações têm que estar claras e objetivas.

O currículo deve, basicamente, ser dividido em dados pessoais, objetivo pessoal, experiências profissionais e formação acadêmica. Conforme o cargo, há a opção de adicionar habilidades, cursos extras e trabalhos voluntários. Você deve ter percebido que não falamos do inglês ainda, né? Isso porque a colocação do inglês no currículo dependerá de muitos fatores.

Se você sabe mais de um idioma, é importante que haja uma seção só para isso - normalmente chamada de "idiomas". Se você ainda está fazendo o curso e não possui nenhuma certificação, o inglês pode aparecer na seção "habilidades", por exemplo. Se o seu conhecimento na língua é básico e não está realizando nenhum curso no momento ou não tem uma comprovação, talvez seja melhor deixar a informação de lado.

De qualquer forma, os seus conhecimentos de língua podem ficar em uma seção chamada "idiomas" ou "habilidades". Mas você deve estar se perguntando agora: o que exatamente eu coloco nessas seções?

Avaliação do nível de inglês

Agora que você já sabe onde colocar as informações, vamos pensar quais e como você deve colocá-las nessas seções. Antes de tudo, é importante que você seja realista com as suas capacidades. Não é incomum encontrar seleções realizadas em inglês, quando a pessoa afirma saber falar ele fluentemente.

Por isso, é importante que você também saiba avaliar o seu nível de conhecimento na língua. E você também deve se lembrar que falamos sobre clareza e objetividade nas informações, certo? Além de saber avaliar o seu nível, você deve usar uma linguagem clara, de fácil compreensão pela empresa. Para isso, você pode usar a seguinte escala:

  • Básico (possui conhecimentos introdutórios sobre a língua)
  • Intermediário (consegue realizar conversas simples)
  • Avançado (domina a língua, tanto de forma escrita quanto oral)
  • Fluente (pode se expressar de forma complexa sem muitas dificuldades)

Caso você esteja passando por uma seleção internacional, alguns órgãos e instituições já desenvolveram sistemas de escala para serem utilizados em seus respectivos países. É o caso, por exemplo, do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (QECRL), amplamente utilizado na Europa.

Você já deve ter visto na capa do seu livro de inglês informações como A1 ou B2. Essas informações são referências aos níveis do Quadro. Observe um trecho da descrição de cada nível:

  • A1: é capaz de compreender e utilizar expressões familiares e correntes, assim como enunciados simples que visam satisfazer necessidades imediatas.
  • A2: é capaz de compreender frases isoladas e expressões de uso frequente relacionadas a assuntos de prioridade imediata.
  • B1: é capaz de compreender os pontos essenciais quando a linguagem padrão utilizada é clara, tratando-se de aspectos familiares em contextos de trabalho, escola, tempos livres, etc.
  • B2: é capaz de compreender o conteúdo essencial de assuntos concretos ou abstractos num texto complexo, incluindo uma discussão técnica na sua especialidade.
  • C1: é capaz de compreender uma vasta gama de textos longos e complexos, assim como detectar significações implícitas.
  • C2: é capaz de compreender sem esforço praticamente tudo o que lê ou ouve.

Você pode conferir a descrição completa da tradução oficial para o português aqui.

Mas se você tiver ainda alguma dúvida quanto ao seu nível de conhecimento de inglês, você pode realizar alguns testes na internet, como o Cambridge English. Outra solução é realizar alguns dos testes de proficiência desenvolvidos por instituições renomadas, como o TOEIC, o TOEFL e o IELTS. Além de ajudarem a entender qual o seu nível de compreensão da língua, esses testes auxiliam a verificar a validade dessas informações.

Exemplos

Confira agora alguns exemplos de como colocar o inglês no currículo.
 

  • Seção "habilidades"
 

Habilidades

Inglês fluente, TopWay English School - 2021 (previsto)

 

Habilidades

Inglês fluente, IELTS pontuação 8.6 - 2019

 
  • Seção "idiomas"
 

Idiomas

Inglês (fluente)
TopWay English School, 2021 (previsto)

Espanhol (intermediário)
Escola, ano
 

 

Idiomas

Inglês (fluente)
IELTS pontuação 8.6, 2019

Espanhol (intermediário)
DELE B1, 2019



Agora você está pronto para colocar o inglês no seu currículo, não é mesmo? Caso queira saber mais sobre o assunto, dá uma conferida nesses outros conteúdos:

Aprenda como você pode descobrir qual é o seu real nível de inglês

Saiba como criar um bom currículo em inglês

6 etapas para construir um currículo matador em inglês

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias similares para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso dessa tecnologia.