Business

09 de Maio de 2018

Pós-graduação no exterior: como o inglês me ajuda a conseguir uma vaga?

Descubra neste post um pouco mais sobre cada um dos requisitos necessários para cursar uma pós-graduação no exterior!

Além de um planejamento detalhado e feito com bastante antecedência (pelo menos 1 ano antes da viagem), a pós-graduação no exterior exige um ótimo conhecimento na língua inglesa.

Nesse sentido, a escolha de uma escola renomada no ensino do inglês tende a ser essencial para que você conquiste a sonhada aprovação da sua candidatura.

Sim, obter uma boa nota nos testes de proficiência exigidos pelas instituições de ensino estrangeiras é fundamental. Mas ainda existem alguns outros aspectos igualmente importantes, como a redação de uma carta de intenção.

Continue a leitura e descubra um pouco mais sobre cada um dos requisitos necessários para cursar uma pós-graduação no exterior!

 

Testes de proficiência TOEFL e IELTS

 

Em se tratando da língua inglesa, o foco se volta aos famosos testes TOEFL iBT e o IELTS Academic. Confira os detalhes sobre os dois.

 

TOEFL iBT


O TOEFL possui quatro modalidades. O TOEFL iBT é aquele usado para avaliar a fluência em inglês dos estudantes que desejam estudar em uma instituição de ensino superior estrangeira.

Dividido em quatro partes, o teste analisa as capacidades de compreensão de texto (reading), escrita (writing), fala (speaking) e audição (listening). Cada uma delas vale 30 pontos, o que totaliza 120 pontos. Lembre-se que a nota obtida tem validade de 2 anos — contabilizados a partir da data de realização do teste.

O tempo disponível para a conclusão do teste é de 4 horas. Contudo, observe que cada uma das partes possui um tempo específico. Essa é mais uma razão para que você esteja muito bem preparado antes de se submeter ao exame, ok?

 

IELTS Academic


Um dos grandes diferenciais do IELTS consiste na aceitação das variações da língua inglesa nativa. Logo, o teste contempla o inglês praticado nos Estados Unidos, Grã-Bretanha, Austrália e Nova Zelândia.

No caso de uma pós-graduação, você deve efetuar o teste IELTS Academic. Fique atento às reservas das datas de cada exame (reading, writing, speaking e listening), pois elas podem variar. Ao todo, são 174 minutos para a conclusão do exame.

 

Carta de intenção


Como em qualquer outra carta de intenção, você deve apresentar e justificar o motivo do interesse pela pós-graduação naquela instituição de ensino estrangeira.

Com relação à justificativa, é interessante enfatizar as escolhas feitas até aquele momento, o que o levou a optar pela pós-graduação no exterior. Apenas tome o cuidado de não se tornar redundante ao longo do texto.

Nem toda universidade exige essa carta. Mas caso seja necessário elaborá-la, você precisará incluir algumas recomendações (de professores da graduação, por exemplo).

 

Entrevista de admissão


Por fim, você ainda passará por uma entrevista. Essa etapa do processo é tão primordial quanto as demais. As perguntas podem variar um pouco, de acordo com o perfil da universidade pleiteada. De qualquer modo, você será o tema central da conversa.

Assim, prepare-se para responder a perguntas sobre si mesmo, sobre o interesse por aquela instituição, e até mesmo sobre por que você se considera um bom candidato para aquela vaga.

De fato, os detalhes que envolvem a candidatura de um programa de pós-graduação no exterior merecem muita atenção. Felizmente, você pode contar com excelentes escolas de inglês! Acredite, uma boa escolha faz toda a diferença, além de acelerar sua aprendizagem!

 

Depois dessas dicas objetivas, você está somente a alguns passos da sua pós-graduação no exterior! Enquanto isso, aproveite para baixar nosso e-book e fique cada vez mais inteirado sobre o mundo da língua inglesa!