Aprender Inglês

08 de Março de 2022

Como falar inglês fluente em 6 meses

Descubra o segredo das pessoas que aprendem línguas em tempo record e como seus hábitos e estratégias podem ajudar você a chegar à fluência em apenas 6 meses.

Esse post é para quem tem pressa, então vamos direto ao ponto: aprender inglês fluente em 6 meses é possível. Mas, antes de mostrarmos os segredos das pessoas que aprendem inglês rápido, precisamos dar uma olhada nessa palavrinha que sempre aparece quando falamos de inglês: “fluência”.

Saber o que é ser fluente é importante para começar, afinal, significa ser capaz de se comunicar de forma correta, confiante e confortável em uma outra língua. Ou seja, é a capacidade de compreender e ser compreendido em diferentes situações.

Isso é importante porque é o que permite que você estude, trabalhe e viva em países falantes de língua inglesa ou atue em contextos que exijam o inglês, como trabalhar para uma empresa multinacional.

Mas como chegar lá em apenas seis meses? Não é um caminho fácil, mas talvez seguir os passos de outras pessoas que aprenderam línguas rápido possa te ajudar nessa jornada. 

Vem com a gente!

Como aprender inglês fluente em 6 meses

Separamos algumas dicas abaixo para que você consiga conquistar esse objetivo. Vamos lá?

Pense no idioma como uma ferramenta

“Uma língua é uma ferramenta”, disse Chris Lonsdale, empresário que se dedicou a aprender cantonês, uma das línguas faladas na China, em tempo record. Para ele, para se tornar fluente você precisa pensar na língua como uma ferramenta para você e seus objetivos e começar a usá-la agora.

Essas são algumas das estratégias que ajudaram na jornada de Lonsdale e que podem ajudar você também.

Contato constante

Escute, leia e assista muito, desde o início do seu aprendizado, mesmo que você não entenda tudo. 

A língua é muito mais do que vocabulário

Preste atenção nos elementos da fluência que vão além das palavras: expressões faciais, linguagem corporal, tom de voz e contexto vão ajudar a entender o que está sendo dito desde o início, mesmo que você não conheça todas as palavras ainda.

Foco nas expressões importantes

Comece aprendendo o que está mais próximo de você, o que é mais necessário para a sua comunicação nesse exato momento e o que é mais importante para o seu contexto: não adianta aprender uma lista de expressões sofisticadas se você não terá oportunidade para usá-las.

Aprenda os dias da semana se você costuma ou quer agendar compromissos em inglês, por exemplo. 

Também expressões como “could you repeat that, please?” (“pode repetir, por favor?”), ou “how do you say that?” (“como se diz isso?”) serão úteis na sua interação com outros falantes de língua inglesa. 

Aqui temos uma lista das palavras mais comuns na língua inglesa, que tal começar por elas?

Converse com outros falantes de língua inglesa

Para Lonsdale, o melhor é encontrar um “language parent”, um falante nativo da língua que você está aprendendo para ajudar nessa jornada. Mas não precisa ser só um: você pode encontrar falantes nativos da língua inglesa para conversar na internet, por exemplo, ou até mesmo falantes não nativos na sua cidade. 

Nesses casos, um curso de conversação pode ajudar. Falamos mais sobre isso nesse post.

Entenda que aprender não é talento

“Aprender línguas não é questão de talento”, segundo Benny Lewis, um poliglota irlandês que diz que qualquer pessoa pode “hackear” o aprendizado de línguas com um passo simples: praticando. 

Parece simples demais para ser verdade, mas Lewis acredita que as pessoas esquecem desse passo simples por acharem que não têm talento para línguas ou que é tarde demais para aprender. 

Para ele, é tudo uma questão de estar disposto a errar e aprender com os erros. Para isso, você precisa saber que todo mundo sabe pelo menos alguma coisa de alguma língua. E ainda mais quando se trata do inglês. 

Existem diversas palavras desse idioma que estão presentes no nosso dia a dia, afinal, ele é parte tão integrante da nossa vida que é impossível não saber pelo menos uma palavra nessa língua.

Também existem muitos cognatos: palavras em inglês que são muito parecidas com palavras em português. Quer ver? Education é educação. Nation é nação. Organization é organização. 

Conseguiu notar mais alguma coisa? A partir do que a gente já sabe de uma língua, podemos descobrir outras coisas sobre ela: por exemplo, que o sufixo “tion” é o nosso “ção”! 

A dica de Lewis é: comece a usar o que você sabe agora mesmo e aprenda a partir daí!

Faça escolhas eficientes ao estudar

“Aprenda o que é importante para você e da forma mais eficiente possível”. Essa é a dica de Tim Ferriss, empreendedor, mentor de produtividade e autor de livros como “Trabalhe 4 horas por semana”. 

Para ele, aprender uma língua é como criar um hábito e depende de três pontos principais:

Eficácia do material

O material escolhido deve ser o material mais eficaz para o seu aprendizado. Com o material errado, não importa o quanto você se dedique. Algumas escolas de inglês estão presas a materiais tradicionais e desatualizados. Invista em um bom material de estudo para que seu esforço seja certeiro.

Aderência ao material

Também não adianta escolher o melhor material do mercado se ele é monótono para você. A sua aderência ao material e ao plano de estudos que você está traçando é a chave para se tornar fluente em poucos meses. 

Como já dissemos antes, a melhor abordagem e a melhor metodologia para aprender uma língua são aquelas que conseguem fazer você ficar até o fim.

Quando você estiver escolhendo o material de estudo, faça esta pergunta a você mesmo: eu consigo estudar isso todo o dia até atingir meu objetivo? Os assuntos são assuntos que me interessam? Ou vou ficar entediado e desistir? Se você achar que não vai aderir ao material ou ao plano que você escolheu, dê mais uma pesquisada.

Eficiência do material

Outra pergunta que você deve fazer a você mesmo, segundo Ferriss, é se o material que você escolheu é eficiente. Não vai importar se ele é um material eficaz (traz resultados) e você ser capaz de aderir a ele (ficar com ele até o fim), se o tempo para a fluência que o material promete é de vários anos de estudo.

Se você quer se tornar fluente em uma língua em 6 meses ou menos, escolha um material que ajude você a fazer o máximo em menos tempo. 

E aí, é possível aprender inglês em 6 meses?

Com nossas dicas, sim. É possível sim ter um inglês fluente em 6 meses. Vai exigir muita garra, organização e dedicação, principalmente se você quiser passar por esse processo e aprender inglês sozinho

Mas se você quiser companhia nessa jornada, conheça nossa escola de inglês e confira o nosso curso TopWay Flex. Nele, nós oferecemos a prática da língua inglesa desde a primeira aula, contato constante com o inglês, e foco no inglês em uso para você chegar na fluência em apenas alguns meses.

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias similares para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso dessa tecnologia. Para saber mais acesse aqui