Estudar no exterior: 5 bolsas de estudo gratuitas disponíveis

Estudar no exterior: 5 bolsas de estudo gratuitas disponíveis

Neste post, separamos as principais fundações que podem lhe ajudar a realizar o seu sonho de estudar fora e dar um boom nos seus conhecimentos.

Por TopWay English School 10/09/2018 Notícias

Estudar no exterior não é como uma viagem de férias, porque envolve contato profundo com uma nova cultura, uma nova língua e, consequentemente, novas maneiras de enxergar o mundo. Se você sempre sonhou em fazer a sua graduação ou aprimorar seus estudos com um pós-graduação fora do Brasil, você precisa conhecer as suas opções para tal. Entre programas do governo e de instituições privadas, você tem diversificadas maneiras de buscar o seu diploma no exterior. Confira!
 

1. Fundação Estudar
Por meio do projeto Líderes Estudar, a Fundação Estudar está sempre à procura de jovens dispostos a transformar o mundo. Eles oferecem ajuda financeira para quem pretende fazer a graduação ou a pós-graduação nas melhores universidades do mundo. Os valores recebidos nessa bolsa de estudos podem ser empregados para cobrir despesas diárias ou para o pagamento das mensalidades da faculdade. Assim, cada caso será avaliado individualmente. Além disso, as bolsas podem ser de até 95% de acordo com a necessidade do estudante.
 

2. Santander Universidades
Conveniados com universidades de todo o mundo, o Santander Universidades já distribuiu mais de 30 mil bolsas de estudos. Existem diferentes tipos de bolsas para quem quer ir para fora do Brasil. Veja o que algumas delas podem oferecer para você:

- Bolsa-Santander Ibero-americanas: além de países da América do Sul, o estudante pode optar por fazer a mobilidade em instituições de ensino superior de países europeus como a Espanha e Portugal;

- Bolsas Santander de estágios em empresas: além da Argentina e da Espanha, as bolsas de estágios poderão ser realizadas no Reino Unido, ajudando e muito na sua inserção no mercado de trabalho;

- pesquisa Ibero-americanas: essa mobilidade estudantil para países ibero-americanos é exclusiva para quem quer aprimorar os estudos com uma pós-graduação no exterior. As datas de inscrições ocorrem entre o fim do primeiro e início do segundo semestre de cada ano e as bolsas oferecidas podem variar a cada oferta. Por isso, é muito importante ficar atento às oportunidades como essas.
 

3. Capes e CNPq
O governo brasileiro também oferece ajuda de custo para quem quer dar continuidade aos estudos no exterior. As bolsas para pós-graduação são ofertadas e coordenadas pelas fundações Capes e CNPq. A maioria das bolsas da Capes (Coordenação de aperfeiçoamento de pessoal de nível superior) são de doutorado e pós-doutorado, em formato sanduíche ou pleno. Já o CNPq (Conselho nacional de desenvolvimento científico e tecnológico), além de doutorado, oferece bolsas para graduação e mestrado.
O governo também tem o projeto Ciências sem Fronteiras. Com apoio dessas fundações, eles oferecem pós-graduação plena ou sanduíche nos Estados Unidos e em países europeus, além do Japão e da Austrália. Em 2017 o programa foi reformulado e passou a oferecer o auxílio apenas para a pós-graduação, sendo cerca de 5 mil bolsas disponibilizadas.
 

4. AU Emerging Global Leader Scholarship
Se você quer fazer a graduação no exterior de graça, uma opção é buscar por universidades que ofereçam esse tipo de bolsa. Algumas têm bolsas integrais e outras disponibilizam ajuda com mensalidades e despesas cotidianas. A American University, em Washington, Estados Unidos, procura por líderes de diferentes países que queiram estudar com eles para juntos promoverem ações sociais no intuito de melhorar as condições de vida de seus países de origem. É uma boa opção para quem quer ir para os Estados Unidos.
 

5. Fullbright Brasil
Essa é uma fundação norte-americana que oferece bolsas de estudos para estudantes viverem diversificadas experiências culturais e acadêmicas. Além do mais, o candidato aprovado no processo seletivo tem total apoio com relação às burocracias de viagens para o exterior. Lembrando que para se candidatar às bolsas de estudos no exterior o conhecimento de uma segunda língua é muito importante e, no caso da Fullbright, é exigência, já que o estudante precisa comprovar proficiência na língua inglesa por meio de testes como o TOELF e o IELTS. E então, que tal dividir com seus amigos as diversas bolsas gratuitas para estudar no exterior? Compartilhe este post em suas redes sociais e deixe-os por dentro do assunto! Quem sabe vocês não conseguem programar um intercâmbio juntos?

Receba nosso conteúdo em primeira mão, acompanhe nossa news!

INICIAR CHAT