Trip

25 de Abril de 2018

Diário de bordo 2: a adaptação

Alice é uma brasileira morando em Londres e dividindo suas experiências conosco. Vem conferir neste post um pouco mais de suas aventuras.

Hello friends! Estou de volta! Para quem ainda não me conhece: meu nome é Alice! Sou brasileira e atualmente moro em Londres. Digo atualmente porque ainda pretendo morar em outros países que têm o inglês como língua oficial. Enfim, sou uma jovem aventureira em busca de viver intensamente os dias. Pensando nisso, resolvi escrever meu diário de bordo!

Quero, a partir dele, dividir com você algumas das minhas experiências em Londres e em outros países que farei uma visitinha na Europa, principalmente, àqueles que foram ou são “a casa” das gravações de diferentes filmes e séries.

Lembrando que falei um pouco dos meus primeiros objetivos com essa viagem e dos trâmites para chegar até aqui no diário de bordo 1. Nele, conto mais sobre o início dessa aventura que se tornou um modo de vida!

Você está preparado para a leitura da segunda parte desse diário? Vou detalhar algumas coisas que já citei, porém, quero ir além e mostrar para você como é a vida aqui em Londres e tudo que aconteceu nos meus primeiros dias nas terras da Rainha! Continue a leitura e venha fazer essa viagem comigo!

 

Os planos para a viagem


Antes de qualquer coisa é essencial reforçar: tudo precisa de planejamento. Cheguei aqui com uma mochila nas costas, mas com muita coisa em mente, muitos objetivos para serem cumpridos. Entre eles, conhecer todos os cenários de Harry Potter, viajar para os países vizinhos e estudar inglês!

Nos primeiros três meses não precisei me preocupar com o visto, pois, a Europa dispensa esse documento para quem vai passar pequenos períodos. A desvantagem disso foi que eu não consegui arrumar nenhum trabalho, então estou fazendo uns bicos para ajudar nos gastos. Descobri que em países como Austrália e Irlanda posso trabalhar legalmente, por isso estou planejando algumas mudanças para o futuro.

Dá para gastar pouco e, com certeza, é fácil gastar muito. São atrativos para todos os gostos. Como eu queria viajar e me aventurar pelos sets de Harry Potter, nos meus primeiros dias, procurei saber onde eu gastaria menos para chegar. E adivinha? Quando dei por mim, estava na plataforma mais famosa do metrô de Londres!

 

Os primeiros dias em Londres


Você já deve ter percebido que o melhor é ter o visto em mãos. Me toquei em relação a isso quando procurei a embaixada do Brasil e eles me ajudaram muito. Até porque, ainda no terceiro dia, perdi meu passaporte e foi lá, na embaixada, que meus problemas burocráticos foram resolvidos.

No mais, está bem tranquilo fazer essa viagem por conta própria, mas já conheci muitas pessoas que estão aqui por meio de programas de intercâmbio. Algumas vezes, sinto um pouco de falta do apoio que vejo que eles têm quando precisam de algo.

 

A hora de fugir do português


Por falar em conhecer muitas pessoas, estou fugindo um pouco dos brasileiros. A gente se encontra e eu quase esqueço que estou aqui para reforçar meus estudos em inglês e quando percebo só estamos falando em português.

Estou fazendo mais amigos de outros países, tem gente de tudo quanto é lugar em Londres. Acho que só conheci um nativo a alguns dias e foi um sufoco entender o que ele estava falando. Isso pode ser porque acabei me acostumando a conversar com pessoas que não têm o inglês como primeira língua.

 

O lugar onde escolhi morar


Tento aproveitar o lugar onde estou morando para aprimorar o meu inglês, pois tem gente de tudo quanto é lugar do mundo. Dá até para me arriscar em outras línguas. Estamos fazendo um clube da leitura, uma ideia que tive para termos um momento de descontração durante as semanas.

Preferi ficar em um dormitório individual, pois sou meio desorganizada e não queria ter problemas com meu colega de quarto, mas aqui na casa tem pessoas que dividem o quarto, tem quartos com banheiro, tem um banheiro comunitário, além da sala e da cozinha que são únicas para todo mundo.

 

Os dias de turista em Londres


Como prometi, além de dicas sobre o dia a dia londrino e de informações a respeito das burocracias de um intercâmbio, também vou contar sobre minhas aventuras. Para começar o assunto será Harry Potter, é claro!

Acredito que não consegui conhecer todos os cenários que planejei ligados aos filmes do bruxo. Fui à plataforma 9 ¾ na estação de King’s Cross. Apesar do metrô não ser muito barato, ele ainda é a melhor opção de transporte porque me leva para qualquer lugar aqui da cidade e quando precisei de um táxi gastei uma fortuna.

A experiência que tive na London Eye é inesquecível. Além de cartão postal, a roda gigante também foi cenário em Harry Potter e a Ordem da Fênix. Vi muitos pontos turísticos de lá de cima. Foi maravilhoso, um momento que guardo na memória, até porque, mais uma vez, estava sem meu celular.

É aí que entra a minha história desse dia. Esqueci de fazer minhas anotações sobre caminhos e maneiras de chegar nos lugares e, principalmente, de voltar para a casa, então, do nada, meu celular parou de funcionar. Adivinha? Estou perdida em Londres, mais uma vez. A diferença é que desta vez, eu estava mais imersa na língua e consegui conversar com os nativos (uma das únicas vezes que encontrei um).

Também visitei a Ponte Milênio, que desmorona no início do Enigma do Príncipe e fui até o Piccadily Circus, cenário de Relíquias da Morte. É gratificante conhecer lugares são cenários para meus filmes favoritos e pontos turísticos badalados de Londres. Só que o dinheiro começou a acabar e precisei parar e refazer meus planos.

Enfim, não dá para negar, nesse diário de bordo, que Londres é uma cidade cara para viver. Acabei gastando mais do que deveria nos primeiros dias. Portanto, terei que repensar toda a minha vida por aqui, por isso, estou pesquisando as possibilidades de me mudar para a Irlanda ou para a Austrália, já que, como eu disse, posso trabalhar legalmente por lá. Mas isso vai ser história para os próximos diários!

 

Está gostando de acompanhar minha “saga” pelas terras dos filmes e séries? Compartilhe em suas redes sociais para que seus amigos também venham fazer essa viagem com a gente!