Intercâmbio

21 de Março de 2019

Curso de Férias no exterior – viaje e aprenda uma nova cultura

Que tal aproveitar as férias para estudar se divertindo?

Se você achou que para fazer um intercâmbio no exterior e aprender uma nova língua seria necessário reservar pelo menos 6 meses e um bom capital para investimento, fique tranquilo pois temos uma excelente notícia para você. 

Mas calma, vamos te explicar direitinho como funciona os Cursos de férias de curta duração e os programas de verão – opções alternativas para quem não pode passar muito tempo fora ou não quer investir tanta grana.

A proposta é unir o aprendizado do idioma nativo do país de destino com a prática de esportes, turismo ou o desenvolvimento de alguma habilidade de caráter técnico-teórico em cursos específicos – este último geralmente voltado para jovens universitários.

Uma das grandes vantagens dos cursos de férias é que existem programas para diferentes perfis e idades, ou seja, atende desde crianças até adultos. Se liga nas modalidades mais comuns encontradas lá fora:

1.  Summer Camps ou Colônia de Férias

Este tipo de programa de verão é focado no público infanto-juvenil, com idades que variam dos seis aos dezoito anos. O período de realização são os meses de verão no hemisfério norte (junho a agosto) e duram em média 4 semanas.
    
Para quem sonha em fazer o High School no exterior, essa modalidade pode ser um ótimo preview, pois os cursos mesclam uma agenda intensa de aulas teóricas com competições esportivas. 
    
Apesar do nome, os estudantes não ficam literalmente acampados, mas sim em ambientes coletivos com dormitórios compartilhados com várias pessoas do mundo inteiro, potencializando essa experiência.

O participante fica exposto a uma intensa vivência em comunidade, despertando habilidades de liderança, senso coletivo, empatia e comunicação.

2. Curso de Férias focado no idioma

Durante o período de férias escolares ou de trabalho, as universidades e escolas de inglês oferecem a alunos estrangeiros muitas opções de cursos de férias de curta duração, variando de duas até 12 semanas.

Esses cursos podem ser intensivos ou semi-intensivos, contando com aulas de inglês em turno integral. Por se tratarem de cursos curtos, as instituições oferecem um calendário bem diverso com datas de início flexíveis.

Apesar do caráter intenso, outro diferencial desta modalidade é o dinamismo das atividades. Como os programas são abertos a estudantes do mundo inteiro, a diversidade cultural encontrada em sala de aula confere ao programa aulas muito ricas em conhecimento e troca de experiências.

Além disso, as aulas mesclam atividades em sala de aula e também passeios pela região, a fim de proporcionar uma imersão na cultura e costumes locais.

Os principais destinos para esses cursos são: Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Irlanda, Austrália, Nova Zelândia, Malta, África do Sul.

3. Cursos técnicos ou acadêmicos de curta duração

Estes cursos voltados às áreas técnicas e acadêmicas são focados em tópicos mais específicos. 

Em um contexto universitário é como você escolhesse uma disciplina que você goste ou tem interesse em aprender mais e fizesse um intensivo de poucas semanas.

Para essa modalidade, a duração varia de uma até seis semanas, dependendo da instituição e do tema. Quem tem interesse em desenvolver, aperfeiçoar ou atualizar uma habilidade ou conhecimento técnico, essa é uma excelente opção.

Como nos cursos de inglês, o formato é dinâmico e propõe muitas trocas em grupo com os participantes, aliando teoria e prática. Porém, em razão de ser mais específico e focado, a modalidade exige uma certa proficiência na língua.

As opções de curso são muito amplas, desde cursos de Fotografia ou História da Arte até cursos voltados a Business e Gestão.