Aprender Inglês

29 de Março de 2021

8 armadilhas para quem está estudando inglês (e como fugir delas!)

Conheça 8 armadilhas comuns entre estudantes da língua inglesa e saiba como fugir delas!

Aprender inglês está entre os objetivos de muitos brasileiros, principalmente daqueles que querem se destacar no mercado de trabalho, garantir novas oportunidades no meio acadêmico, assistir séries e filmes sem legenda,  viajar para o exterior, conhecer outras culturas e consumir mais conteúdos na internet (levando em consideração que a maior parte é produzida na língua inglesa).


Diariamente diversas pessoas começam a estudar o idioma, sonhando com a tão idealizada fluência no inglês. Infelizmente, muitas dessas pessoas acabam caindo em armadilhas que atrapalham o desenvolvimento do aprendizado na língua inglesa. 

Pensando nisso, hoje nós falaremos sobre 8 armadilhas clássicas para quem está estudando inglês, e o que você deve fazer para fugir de todas (ou da maioria). Confira: 

1) Se apoiar constantemente na tradução

A tradução pode até ser necessária em determinados momentos mas, quando se está aprendendo inglês, se apoiar constantemente em dicionários e técnicas de tradução pode ser um erro terrível.

Isso porque a melhor forma de se tornar fluente na língua inglesa é entendendo como a língua funciona e aplicando isso na prática da comunicação; exercitando o uso da língua com  naturalidade, inclusive pensando em inglês antes de expressar suas ideias (como já explicamos em outro conteúdo aqui no blog). 

E como fazer isso? Se cercando de atividades que envolvam o idioma e se desafiando em toda e qualquer oportunidade de explorá-lo levando em consideração o contexto em que está sendo usado, fazendo associações e deduções (ao invés de simplesmente traduzir) com o objetivo de desenvolver todo o seu potencial linguístico.

2) Não estudar com frequência

Não estudar com frequência é outro erro muito cometido por alunos da língua inglesa e uma armadilha da qual você precisa fugir se quer aprender rápido e de forma efetiva. Isso porque o aprendizado do idioma se torna muito mais fácil e natural quando praticamos diariamente, seja através de leitura, da escrita, escuta ou fala.  

3) Se preocupar com sotaque

Se você for um brasileiro aprendendo inglês, não precisa de maneira alguma se preocupar com seu sotaque, a não ser se a preocupação for sobre entender diferentes sotaques na língua inglesa como o australiano, norte-americano ou o irlandês, por exemplo. 

Isso porque é perfeitamente normal que estrangeiros tenham algum sotaque ao falar um idioma que não seja o idioma oficial de sua nacionalidade (língua materna), e não tem nada de errado nisso. 

4) Ter medo de errar (e vergonha de falar)

Errar faz parte de qualquer aprendizado e é por isso que você precisa deixar o medo de cometer erros de fora do seu desenvolvimento das habilidades comunicativas na língua inglesa. 

Além disso, você também precisa deixar de lado a vergonha de se comunicar através do idioma. Arriscar uma maneira de expressar uma ideia é sempre um grande passo na construção do seu conhecimento linguístico. 

Quanto mais medo e vergonha, mais “travado” você irá se sentir e mais demorado será o seu aprendizado. Lembre-se que você só irá aprender a falar, falando, que não há nada de errado em cometer erros e que vergonhoso é não tentar! 

5) Acreditar que precisa sair do país 

Outra armadilha na qual você não deve cair é acreditar que precisa sair do país para aprender inglês com naturalidade e eficácia. Escolhendo uma metodologia que foque no desenvolvimento das suas habilidades comunicativas da forma mais natural possível é essencial. 

Apostar em um curso imersivo e se dedicar a ele seguindo com disciplina o que lhe é oferecido em termos de exposição e contato com o idioma, com certeza fará toda a diferença. Você irá se tornar fluente no idioma no tempo certo e em nível adequado, sem precisar sair do país para isso. 

6) Desenvolver apenas uma habilidade comunicativa 

Nunca, em hipótese alguma, se preocupe em desenvolver apenas uma habilidade comunicativa. Para se tornar fluente em inglês, você terá que se sair bem em todas elas, conseguindo ler, escrever, falar e ouvir com tranquilidade e sem falhas na compreensão. Além do mais, para desenvolvermos uma das habilidades na língua, necessariamente precisamos trabalhar as demais, pois uma complementa a outra enquanto parte de um mesmo processo.

Sendo assim, sempre que for estudar inglês, tente envolver todas essas habilidades na sua prática. Uma boa ideia que você pode tentar em sua casa é: ouvir música; ouvir a música novamente e ler a letra; praticar a fala cantando e escrever sobre a música quando terminar. 

7) Não ver o lado divertido de aprender

Aprender inglês pode não ser a atividade mais simples quando se está longe de nativos ou de países que tenham o idioma como primeira língua, mas não precisa ser algo difícil, complexo ou maçante. 

Na verdade, o aprendizado da língua inglesa deve ser encarado como algo divertido e prazeroso para você. Para que isso seja possível, envolva atividades que você goste nos seus momentos de estudo, como ouvir músicas e podcasts, assistir séries e filmes, jogos de tabuleiro e RPG. Encontre atividades que tragam entretenimento enquanto você conhece e pratica o idioma. 

8) Se comparar com os outros

Comparar seu desenvolvimento com o de seus colegas de classe ou até mesmo com seus amigos que também estão aprendendo inglês é um erro que você definitivamente não pode e não precisa cometer. 

Cada aprendiz da língua tem um tempo e um processo individual de aquisição e, o que pode ser simples para o outro não necessariamente será simples para você. Tenha calma, disciplina e respeite seu próprio tempo. Ok? 


Agora você está pronto para não cair mais nas mesmas armadilhas de todo aprendiz de inglês! Isso não quer dizer que de vez em quando você não vai deslizar um pouquinho no processo. Mas que atire o dicionário quem nunca errou aprendendo, né? Afinal, faz parte do processo.

Não deixe de conferir também esses outros conteúdos do blog:

Por que traduzir o inglês não é a melhor forma de aprender

Mindset para aprender inglês

10 dicas para lembrar o que você aprendeu em inglês

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias similares para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso dessa tecnologia.