Intercâmbio

13 de Maio de 2019

7 erros mais comuns ao fazer intercâmbio

Listamos alguns erros que você pode evitar para seu intercâmbio ser perfeito

Intercâmbio é uma experiência incrível e que exige um certo preparo. Você precisa fazer escolhas conscientes, pesquisar e se planejar para que o seu intercâmbio não seja completamente o oposto do que você deseja. Claro que imprevistos acontecem, mas é melhor prevenir do que remediar, não é mesmo?

 

Uma das coisas mais importantes que você precisa fazer antes de viajar é pesquisar a fundo sobre opções de intercâmbio e o destino que você está considerando morar durante esse período. Preste atenção nos mínimos detalhes - até mesmo para não criar falsas expectativas sobre estudar no exterior. Existem alguns ‘caminhos’ para não cometer erros importantes em seu intercâmbio, entre eles: 

 

 

1) Escolha um local conforme seu perfil 


Você pode achar lugares frios lindos nas fotos e filmes, mas não gostar de climas frios e baixas temperaturas. E se você gosta de lugares agitados, não vai gostar tanto de estar em uma cidade pacata do interior, certo? Então, você precisa prestar atenção nesse tipo de coisa e escolher destinos conforme aquilo que você gosta e se sente bem. 

 

Isso faz parte do planejamento de seu intercâmbio: levar em consideração seus próprios gostos. Procure programas de intercâmbio, estude o clima, a alimentação e costumes do destino para saber se está escolhendo um país com o qual se identifica. Não que você deva se limitar à coisas que gosta e não experimentar coisas diferentes, mas talvez isso ajude na adaptação.

 

2) Sinta que é o momento certo


O momento certo para fazer intercâmbio é algo extremamente pessoal. Para seu amigo pode ser aos 17 anos, mas para você pode ser aos 30. Então, avalie bem essa questão. Sinta que é o momento certo para se arriscar nessa aventura.

 

    

De nada adianta você achar uma ótima ideia e sua família e amigos incentivarem se você não sente que está fazendo a coisa certa. Você precisa estar de peito aberto para viver todas as experiências que o intercâmbio pode te proporcionar. E se ainda está indeciso, talvez não seja o seu momento. Espere um pouco.

 

3) Não desista por não ser fluente no idioma 


Até porque muitas pessoas optam pela experiência justamente para estudar inglês. Além disso, você vai estar imerso no idioma 24 horas por dia. Vai estar em um ambiente de aprendizado em que todos irão falar a língua, na rua, na padaria, no supermercado terão nativos conversando, o que vai facilitar e muito o seu aprendizado e a sua fluência. 

 

Serão desafios diários, o que irá estimular muito o seu crescimento e avanço em relação ao idioma. Mas, não deixe de exercitar o idioma antes de viajar. Adquira o máximo de conhecimento que você puder para evitar situações embaraçosas e até mesmo para você se virar um pouco sozinho. 

 

4) Se preocupe com a sua saúde. 

 

Viajar para um outro país sem se preocupar com a própria saúde é um erro que você definitivamente não pode cometer. Consulte um médico, verifique se está tudo em dia em relação à sua saúde, tome as vacinas necessárias (alguns países exigem certas vacinas para a entrada de estrangeiros) e verifique seguros de saúde, você fazer isso com a ajuda de agências de intercâmbio.

 

Isso vai evitar que você tenha gastos altos e inesperados com problemas emergenciais. Existem diversos seguros que cobrem remédios, perda de bagagem, assistência jurídica, entre outras questões. Inclusive, dependendo da seguradora, ela pode enviar um médico a domicílio em casos de emergência. 

 

5) Avalie os custos e a qualidade 


Quando estiver estudando possíveis destinos para fazer seu intercâmbio, leve em consideração todos os custos e não esqueça da qualidade das instituições de ensino e qualidade de vida do país. O custo benefício precisa valer a pena.  Ah, e você também pode optar por países que permitam aliar estudos e trabalho. 

 

Não adianta ser um local super econômico se a qualidade de ensino não for benéfica para você, certo? E o mesmo vale para o contrário. Então, busque orçamento de diversos locais, avalie os mínimos detalhes e converse com pessoas que já foram para os destinos que você está considerando, e leve em conta a possibilidade de trabalhar no exterior.

 

6) Não deixe os estudos pra lá 


Você vai estar em um lugar diferente, com pessoas diferentes e vai querer conhecer tudo o que for possível (inclusive países e cidades vizinhas, muito provavelmente) e aproveitar tudo ao máximo, o que é muito bom. Mas não deixe seus estudos em segundo plano. 

 

Se você procurou o intercâmbio para aprender a falar inglês ou melhorar o idioma, você precisa ter foco e sempre lembrar os motivos que fizeram você estar onde está. Você pode sair, ir à festas, conhecer pessoas, se divertir, viajar e mesmo assim ter foco nos estudos. Se organizar direitinho você faz tudo e mais um pouco. 

 

7) E por último mas não menos importante: não ache que lá fora é tudo perfeito 

 

Certas vezes nós pensamos que alguns problemas sociais ou coisas ruins só acontecem no país onde moramos e achamos que lá fora é tudo melhor ou perfeito. Você precisa ter em mente que coisas dão ‘errado’ em qualquer lugar do mundo. Isso não quer dizer que você vai encontrar vários problemas onde estiver, não é isso. 

 

Só evite sair do país achando que vai conhecer o paraíso, porque isso pode não acontecer e você pode se decepcionar muito com seu intercâmbio. E ninguém quer decepções, principalmente em momentos como esse, não é mesmo?

 

E aí, agora está preparado para encarar um intercâmbio? Conta pra gente nos comentários!