Séries e Filmes

20 de Março de 2020

7 diálogos mais marcantes do cinema

Confira nossa lista com os diálogos mais marcantes da história do cinema

Você gosta de filmes? Gosta, né? É bem difícil encontrar pessoas que não gostem de pegar um cineminha ou improvisar uma sessão de cinema em casa. Os filmes marcam gerações, nos emocionam, nos fazem rir, chorar, refletir… Enfim, conseguem despertar diferentes tipos de sensações em cada telespectador. 

Para aprender inglês, os filmes são um bônus e fazem toda a diferença no aprendizado. Eles nos ajudam na aquisição de vocabulário, gírias e expressões, auxiliam no desenvolvimento das nossas capacidades de escuta. Além disso, os filmes representam uma alternativa de aprender inglês de uma maneira leve e divertida. 

Lembrando que, para aprender inglês com filmes e séries você só precisa: 1) escolher o filme ou seriado de acordo com seu nível, 2) prestar atenção na pronúncia, 3) assistir com áudio original com legenda em português e também sem legendas, e 4) pesquisar palavras que você não conhece para entender melhor os contextos. 

Para te ajudar a começar, nós separamos alguns dos melhores diálogos do cinema em inglês para você ter um gostinho do que será estudar o idioma através de produções do cinema. Confira: 


1) Pulp Fiction (1994) 

Mia: Don’t you hate that?

Vincent: What?

Mia: Uncomfortable silences. Why do we feel it’s necessary to yak about bullshit in order to be comfortable?

Vincent: Idon’t know. That’s a good question.

Mia: That’s when you know you’ve found somebody special. When you can just shut the fuck up for a minute and comfortably enjoy the silence. 

//

Mia:  Você não odeia isso?


Vincent: Não odeio o quê?


Mia: Os silêncios incômodos. Por que temos que falar de idiotices para nos sentir cômodos?


Vincent: Não sei. É uma boa pergunta.


Mia: É assim que você sabe que encontrou alguém especial. Quando você pode ficar quieto um minuto e estar cômodo em silêncio.

2) The Shawshank Redemption (1994) 

1967 Parole Hearings: Redding, your files say you've served 40 years of a life sentence. Do you feel you've been rehabilitated?

Red: Rehabilitated? Well, now let me see. You know, I don't have any idea what that means.

1967 Parole Hearings Man: Well, it means that you're ready to rejoin society…

Red: I know what you think it means, sonny. To me, it's just a made up word. A politician's word, so young fellas like yourself can wear a suit and a tie, and have a job. What do you really want to know? Am I sorry for what I did?

1967 Parole Hearings Man: Well, are you?

Red: There's not a day goes by I don't feel regret. Not because I'm in here, because you think I should. I look back on the way I was then: a young, stupid kid who committed that terrible crime. I want to talk to him. I want to try to talk some sense to him, tell him the way things are. But I can't. That kid's long gone, and this old man is all that's left. I got to live with that. Rehabilitated? It's just a bullshit word.  

 //
 

1967 Parole Hearings: Redding, sua ficha diz que você cumpriu 40 anos de sua prisão perpétua. Se sente reabilitado?

Red: Reabilitado? Bom, vamos ver, não tenho ideia do que isso significa.

1967 Parole Hearings: Significa poder voltar a viver em sociedade...

Red: Sei o que significa pra você, filho. Pra mim, isso é apenas uma frase vazia, inventada por políticos. Pra que jovens como você vistam terno e gravata e tenham um exemplo. O que você quer saber? Se eu estou arrependido?

1967 Parole Hearings: Está?

Red: Não há dia que não lamento. Não porque eu esteja aqui, ou porque eu ache que tenha que fazer isso. Penso no que eu era antes. Um rapaz estúpido que cometeu um crime terrível. Quero contar como tudo aconteceu, mas não posso. Esse rapaz já não existe mais, só restou esse velho. Devo viver com isso. Reabilitado? Que tristeza de palavra.

3) Interstellar (2014) 

Brand: So listen to me when I say love isn’t something that we invented. It’s observable. Powerful. It has to mean something.

Cooper: Love has meaning, yes. Social utility, social bonding, child rearing…

Brand: We love people who have died. Where’s the social utility in that?

Cooper: None.

Brand: Maybe it means something more, something we can’t yet understand. Maybe it’s some evidence, some artifact of a higher dimension that we can’t consciously perceive. I’m drawn across the universe to someone I haven’t seen in a decade who I know is probably dead. Love is the one thing that we’re capable of perceiving that transcends dimensions of time and space. Maybe we should trust that, even if we can’t understand it.

//


Brand:  Então acredita em mim quando eu digo que o amor não é algo que a gente inventou. Ele é poderoso. Deve significar alguma coisa.

Cooper: O amor tem significado. Uma utilidade social, uma função social...

Brand: Amamos pessoas que morreram. Que utilidade social há nisso?

Cooper: Nenhuma.

Brand: De repente significa algo mais. Algo que ainda não podemos entender. De repente se trata de uma prova, de um artefato de uma dimensão superior que não percebemos conscientemente. Estou cruzando o Universo por alguém que não vi em uma década e que provavelmente está morto. O amor é a única coisa que somos capazes de perceber que transcende as dimensões do tempo e do espaço. De repente deveríamos acreditar nisso, ainda que não possamos entender.


4) Back to the Future (1985)

Marty: What about all that talk about screwing up future events? The space-time continuum? 

Doc Brown: Well, I figured, what the hell! 

//


Marty: E o que aconteceu com todo esse discurso sobre alterar os acontecimentos 
futuros? A continuidade espaço-tempo. 

Doc Brown:  Bom, isso não importa.

5) Forrest Gump (1994) 

Jenny: Do you ever dream, Forrest, about who you're going to be?

Forrest: Who I'm going to be? Aren't I going to be me?

 //


Jenny: Você já sonhou com o que vai ser na vida?

Forrest: O que eu vou ser? Não vou ser eu?

6) Avengers: Infinity War (2018) 

Peter Parker: Mr Stark? I don’t feel so good. Mr Stark. Please, I don’t want to go. I don’t want to go.
 

//

Peter Parker: Senhor Stark, eu não estou me sentindo bem. Por favor, senhor Stark. Eu não quero ir. Eu não quero ir. 

7) Titanic (1997) 

Rose: I'm so cold.


Jack: Listen, Rose. You're gonna get out of here, you're gonna go on and you're gonna make lots of babies, and you're gonna watch them grow. You're gonna die an old... an old lady warm in her bed, not here, not this night. Not like this, do you understand me?


Rose: I can't feel my body.


Jack: Winning that ticket, Rose, was the best thing that ever happened to me... it brought me to you. And I'm thankful for that, Rose. I'm thankful. You must do me this honor. Promise me you'll survive. That you won't give up, no matter what happens, no matter how hopeless. Promise me now, Rose, and never let go of that promise.
 

//


Rose: Estou com tanto frio.


Jack: Escute, Rose. Você vai sair daqui, você vai continuar e vai ter vários filhos e vai assistí-los crescer. Você vai morrer idosa... uma senhora idosa aquecida em sua cama, não aqui, não essa noite. Não dessa maneira, você me entendeu?


Rose: Eu não sinto meu corpo.


Jack: Ganhar aquela passagem, Rose, foi a melhor coisa que já aconteceu comigo... me trouxe para você. E eu sou grato por isso, Rose. Sou grato. Você deve me fazer essa honra. Prometa-me que vai sobreviver. Que não vai desistir, não importa o que aconteça, não importa o quão sem esperança você fique. Me prometa agora, Rose, e nunca desista dessa promessa.

E aí, o que você achou? Conta pra gente nos comentários! 

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias similares para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com o uso dessa tecnologia.